Skip to content

Georreferenciamento de Imóvel – Procure Ajuda Aqui!





O georreferenciamento é a estruturação das propriedades rurais e urbanas com relação a sua localização, limites e dimensões. Ela tem por objetivo criar um endereço, uma referência para a propriedade na região onde existe.

Portanto, Georreferenciamento é uma técnica usada pelo SGB – Sistema Geodésico Brasileiro, para detalhar um imóvel em seus limites, características e particularidades de uma maneira descritiva.

Com o objetivo de determinar a localização exata do imóvel no planeta terra, além é claro da coleta de dados para um censo de propriedades rurais.

Com o georreferenciamento urbano somos capazes de determinar a quantidade de piscinas em uma região, quantidade de praças ou simplesmente a quantidade de jardins.




Estes sãos alguns dos benefícios do georreferenciamento, um retrato transparente, fiel e fidedigno das propriedades brasileiras.

A seguir abriremos esse tema em tópicos, para um entendimento mais claro a respeito do tema:

O que é e para que serve o Georreferenciamento?

georreferenciame
Georreferenciamento de Imóvel – Procure Ajuda Aqui

Primeiramente vamos começar entendendo o que é e qual o objetivo do Georreferenciamento. Georreferenciamento é uma técnica de mapeamento de uma região, com o objetivo de limitar propriedades urbanas e rurais, definindo um endereço dentro do globo terrestre, levando essas informações para um cadastro do governo federal.




O Georreferenciamento é um processo que define os limites geográficos dos imóveis rurais e urbanos, baseados na sua área de localização e posição geográfica, observando a topografia, descrição de limites e características da região onde se situa.

Portanto, para o georreferenciamento urbano, ele já ocorre naturalmente nas pequenas cidades, vilas e nos grandes centros urbanos, pois este mapeamento faz parte de uma rotina definida pelas prefeituras para a cobrança do imposto IPTU – Imposto Predial Territorial Urbano. É uma das receitas dos municípios para melhorias no saneamento básico e infraestrutura.

A grande novidade no georreferenciamento, aconteceu recentemente no âmbito rural, com a criação da Lei 13.838/2019, principalmente para as pequenas propriedades rurais.




Com esta lei, basta apenas uma declaração do proprietário rural, sobre os limites geográficos de seu imóvel rural, dimensão e principais características, que ele obterá a certidão do imóvel para realizar as operações de desmembramentos, parcelamentos, loteamentos, doações ou transferência.

Antes dessa lei, era necessária uma série de requisitos para se obter a certidão de posse do imóvel. Segundo o governo, o objetivo dessa medida, é desburocratizar, agilizar e simplificar o mapeamento através de Georreferenciamento de propriedades rurais pelo Brasil afora.

Qual o objetivo principal do Georreferenciamento?

georreferenciamento é uma técnica detalhista de descrição de imóveis urbanos e rurais, com o objetivo de mapear e controlar o cadastro de todas as propriedades existentes numa determinada região do Brasil, com a definição e limitação dos reais direitos geográficos.



Quando ocorre este mapeamento com a técnica do georreferenciamento, um endereço exato e preciso, é definido para este local no globo terrestre.

Esses dados mapeados, serão armazenados em banco de dados do INCRA e da Receita Federal, para formar um verdadeiro retrato do Brasil rural.

Esta operação, o georreferenciamento de imóveis urbanos e rurais, é realizado por profissionais cadastrados no CREA – Conselho de Engenharia e Agronomia e são fiscalizados pelo INCRA.

Quanto custa para fazer o Georreferenciamento?

Fazer um mapeamento através da técnica do georreferenciamento de uma propriedade custa, me média R$250,00 a R$350,00 reais por hectare, ou seja, mil metros quadrados, mas há vários pontos para serem analisados antes de confirmar esse preço.

Entre eles está a topografia, ou seja, é quanto será acessível do terreno a ser medido, com relação a topografia e acidentes geográficos. Quanto mais acidentada a região e de difícil acesso, mais caro fica o serviço.

Após a realização dessa medição, o dono do imóvel, precisa ir a um cartório de registro de imóveis, solicitar um novo documento de registro da área.

Até o ano de 2023, todas os imóveis e propriedades rurais brasileiros, deverão ter as suas medições realizadas e atualizadas pelo sistema georreferenciamento.

Atualmente é muito comum se fazer georreferenciamento com drone ou fazer georreferenciamento com GPS. Essas duas tecnologias estão a serviço dessa nova técnica com o objetivo de agilizar e fazer as medições corretamente.

georreferenciamento curso

Quem é responsável por este processo?

O Georreferenciamento urbano é um processo natural, pois é com ele que as prefeituras municipais tomam como base para a cobrança do IPTU.

Todas as vezes que compramos um terreno, construímos ou ampliamos um imóvel, estes dados devem ser lançados na prefeitura.

Já o georreferenciamento rural é de responsabilidade do INCRA-Instituto Nacional de Colonização Agraria, órgão federal, responsável pelo mapeamento dos imóveis da zona rural.

O INCRA elaborou uma norma com regras técnicas, para que as medições dos Imóveis Rurais, fossem realizadas dentro desses critérios, e que as demarcações, desmembramentos, transferências, medições e loteamentos fizessem parte de um único cadastro administradas pelo INCRA e Receita Federal, além de termos uma base única de informações.

Qual é a Lei do Georreferenciamento?

A origem do Georreferenciamento está na Lei 10.267/2001 apenas para imóveis acima de 500 hectares, ou seja, terrenos acima de 500 mil metros quadrados.

Mesmo com uma lei regulamentando as escrituras dos imóveis rurais, ainda existiam muitas escrituras falsas, principalmente por conta da grilagem de terras.

No ano passado, foi criada uma lei, a de número 13.838/2019 que desburocratiza essas medições e agiliza o Georreferenciamento para todo tipo de propriedade rural.

Um dos requisitos para agilizar esse processo, é que as informações do proprietário do imóvel, como tamanho, delimitações e posição geográfica, serão levadas em consideração, sem precisar que algum órgão público ateste.

De acordo com a lei, os terrenos abaixo de 25 hectares, deverão realizar o Georreferenciamento até o ano de 2023. Esperamos que este artigo tenha ajudado você a entender melhor o que é o Georreferenciamento urbano e rural e como proceder para realizar em seu imóvel.

Não perca tempo! Entre agora e aproveite o conteúdo de nosso blog Consulta IPTU e veja outros artigos.